16:13:37

 

Seja sempre bem-vindo (a) e aproveite para visitar nossas outras páginas


   G u a c o   

 
O "Guaco" Mikania glomerata Spreng é um tipo de planta medicinal utilizado contra gripe, rouquidão, infecção na garganta, tosse, bronquite. Pertence a família das Compositae e tem sua distribuição como espécie nativa no sul do Brasil, de São Paulo ao Rio Grande do Sul. é uma trepadeira volúvel, glabra. Folhas simples, opostas, ovadas e oblongo-lanceoladas, de base obtusa e ápice agudo, de até 15cm de comprimento e 7cm de largura, com três nervuras bem evidentes, pecioladas, carnoso-coriáceas, verde-brilhantes na face superior, mais pálidas na inferior. Flores hemafroditas, reunidas em número de quatro capítulos, uguais entre si, de papus branco e corola tubulosa, de cor branco-creme; capítulos agrupados em ramos espiciformes congestos, ou em glomérulos. Fruto tipo aquênio, glabro. Como composição química, possui compostos sesquiterpênicos, diterpênicos, estigmasterol, flavonóides, cumarinas, resina, tanino, saponina e guacosídeo.
 
1 Propriedades medicinais
2 Cultivo
3 Usos e receitas
3.1 Exemplo de Receita
 
Propiedades medicinais
 
A ciência já comprovou as propriedades medicinais do guaco e atestou seu efeito broncodilatador e expectorante. No inverno, quando aumenta incrivelmente a incidência de problemas do aparelho respiratório, por conta das gripes e resfriados, o guaco volta a figurar nas receitas caseiras.
A planta também conhecida como erva-de-serpentes, cipó-catinga ou erva-de-cobra, pertence à família das Compostas. O guaco (Mikania glomerata) é originário do Brasil e sempre foi muito conhecido pelos índios brasileiros, que usavam a planta para combater o veneno das serpentes (daí vêm alguns dos seus nomes populares). Ainda hoje, em algumas regiões do Brasil, o macerado das folhas é aplicado em forma de cataplasma sobre picadas de cobras e outros animais peçonhentos. Existe também a tradição de usar a planta fresca e nova (cujas folhas emanam um aroma intenso e agradável) para manter as cobras afastadas
.
Cultivo
 
O guaco é uma planta que se desenvolve bem em locais com clima ameno, como os da região Sul e boa parte do Sudeste. Trata-se de um arbusto lenhoso e cheio de ramos, que cresce como uma trepadeira, embora não tenha garras para se prender e precise de suporte como apoio. As folhas apresentam um tom verde brilhante e são levemente escuras na face superior e mais claras no verso. A floração, de cor branca ou amarelada, surge na forma de pequenos capítulos. É importante lembrar que o guaco só floresce quando cultivado em locais onde possa receber luz solar direta.
Para o plantio, recomenda-se solo arenoso e rico em matéria orgânica. O plantio se faz por estacas de caule que apresentem pelo menos dois nós. Após o enraizamento, a muda deve ser transplantada para um local que lhe sirva de suporte. No caso de optar-se pelo plantio em vasos ou jardineiras, é necessário providenciar um apoio.
Por ser uma planta relativamente rústica, o guaco não exige muitos cuidados. Para garantir um crescimento robusto, é recomendável, por ocasião do plantio, incorporar ao solo uma adubação com húmus de minhoca. Nos períodos de seca é importante estar atento para manter a terra úmida, irrigando sempre que necessário, mas evitando encharcamentos. Tanto as folhas como as flores podem ser usados com finalidades medicinais. A colheita se dá normalmente seis meses após o plantio, quando é possível colher as primeiras folhas.
 
Usos e receitas
 
O uso do guaco como planta medicinal é muito antigo. Em 1870, chegou a ser criado um produto preparado com hastes e folhas da planta - era o Opodeldo de Guaco que durante décadas foi considerado um “santo remédio” contra bronquite, tosse e reumatismo. Cientificamente já está provado que o guaco apresenta propriedades medicinais expectorantes e broncodilatadoras, sendo indicado no combate à tosse, asma, bronquite, rouquidão e outros sintomas associados à gripes e resfriados. Popularmente, o guaco continua sendo usado para tratar reumatismo, infecções intestinais e cicatrizar ferimentos. A planta não apresenta princípios tóxicos, entretanto, deve ser usada com cautela, evitando-se todo tipo de excesso. Para o uso em crianças, é recomendável sempre a metade da dose indicada para os adultos.
 
Exemplo de Receita
 
Chá de guaco: Colocar 5 g (cerca de uma colher de chá) de folhas secas em meio litro de água fervente. Abafar e depois coar. Pode ser tomado como um chá comum, três vezes ao dia. Dica: para secar as folhas, pendure-as amarradas em maço, num local arejado e sem umidade. Xarope de guaco com mel: Coloque um punhado de caules e folhas em 2 e 1/2 litros de água fervendo, deixando no fogo até reduzir para 1/2 litro. Espere esfriar um pouco, filtre, junte 250 g de açúcar e ferva até o ponto de xarope. Desligue e acrescente 3 colheres(sopa) de mel. Deixe esfriar e guarde em um vidro bem limpo e seco. Usar como um xarope, três vezes ao dia. Xarope de guaco: Ferver água e açúcar em ponto de calda. Juntar um chá bem forte de guaco e misturar até incorporar bem. Para aliviar a tosse, recomenda-se 1 colher (sopa) três vezes ao dia. Receita cicatrizante: Ferver algumas folhas de guaco com um pouco de água, juntando uma pequena quantidade de raiz de confrei e um pouco de casca de romã.
 
Categorias: Plantas medicinais | Asteraceae
https://pt.wikipedia.org/wiki/Guaco

Depoimento de um Médico Naturalista

 
Um médico naturalista estava muito triste porque participou de congressos e, embora comprovados, os resultados não eram divulgados, como ele disse 'NÃO DÁ IBOPE''.
Então ensinou a fazer exercicios simples que:
 
    1º. Evita problemas cardíacos - Antes do banho, exercitar a panturrilha levantar o corpo na ponta dos pés , primeiro rápido até esquentar as panturilhas e depois uma sequência de 10 movimentos lentos. Pronto. Esse exercício bombeia o sangue para o coração, melhora os batimentos cardíacos e evita obstrução das veias. Nos primeiros 6 meses, se a pessoa estiver com excesso de peso, ela emagrece da cintura para baixo e, nos 6 meses seguintes, da cintura para cima; depois de 2 anos, não engorda mais e, alem de tudo, diminui o risco de uma cirurgia cardíaca que custa em média, hoje em dia, +/- R$ 38.000,00 e, de um modo geral, os planos de saúde nem sempre pagam.
 
    2º. Melhora o problema de micro varizes  - Ao chegar em casa, coloque os seus pés em uma bacia com água bem quente (o famoso escalda pés) - alem de relaxar, esse processo desencadeia a dilatação dos vasos sanguíneos dos pés , melhora o cabelo e melhora, inclusive, a visão. Esse processo foi pesquisado com pessoas diabéticas e o resultado evidenciou a melhora na circulação sanguínea, diminuindo os casos de gangrena, o quadro geral de saúde dos pesquisados melhorou e, como um fato relevante, a melhora da visão.
 
    3º. Evita o encurvamento da coluna - Ao acordar, deitado de barriga para cima pedalar 120 vezes no ar. Esse exercício melhora o posicionamento da coluna e da postura, diminuindo ou retardando o encurvamento das costa e aliviando as dores nas costas.
 
    4º. Baixando a pressão arterial - Ao perceber que a pressão subiu, coloque as pernas dentro de um balde com água muito gelada até os joelhos. Permaneça nesta imersão por 20 min.   Este processo fará com que o organismo, na busca de aquecer os membros inferiores, faça com que o acúmulo de sangue na cabeça desça, baixando a pressão.
 
Email circulante na Internet

Medicina Popular

Quem nunca ouviu dizer que cobreiro só cura com reza de benzedeira? Ou que para pedra no rim bom mesmo é chá de quebra-pedra.

É a medicina popular, uma prática muito antiga resultado de uma série de aculturações de técnicas utilizadas pelo português, pelo indígena e pelo negro. Não se baseia apenas em plantas medicinais para prevenir ou curar doenças. Existe também o seu lado mágico, suas ações e orações que o povo utiliza na cura dos males físicos, mentais e espirituais.
 
Rezas: conhecido em todo o Brasil, o benzimento é um ritual de cura praticado principalmente nas regiões rurais. Há benzimentos para doenças específicas e outras que servem para qualquer doença.
 
Benzimento contra cobreiro:
 
Que tende Pedro?
Cobreiro, Senhor. 
Co que eu curo? 
Co ramo de monte 
E água da fonte.
-A benzedeira deve usar uma faca que vai batendo em forma de cruz sobre o cobreiro, repetindo a reza três vezes durante três dias. Outras fazem o sinal em cruz com um raminho de planta, que na maioria das vezes é de aroeira mansa ou arruda.
 
Oração contra mal-de-vento-excomungado ou ar brabo: diz-se também o vento passou causando paralisia em alguma parte do corpo:
 
Vento maldito vento excomungado.
Nosso Senhor não te quer aqui.
Nossa Senhora há de ti tirar.
Nossa Senhora há de ti levar. 
 
Outro tipo da mesma oração:
 
Vento mal excomungado, vento maldito,
vento que Nosso Senhor não deixou no mundo,
Se é na cabeça, São Anastácio tira.
Se é nos olhos, Santa Luzia tira.
Se é no nariz, Santa Iria tira.
Se é na boca, Nossa Senhora tira.
Se é na orelha, São Francisco tira.
Se é nos braços, santa Cruz tira.
Se é no corpo, Senhor dos Passos tira.
Depois rezar um Pai Nosso e 13 Ave Maria
 
Simpatias: a cura de determinadas doenças com base na força miraculosa de potências sobrenaturais também sempre foi uma constante da medicina popular.
Para curar terçol: apanhar a aliança de ouro esfregá-la até ficar quente e passar no terçol três vezes. O terçol desaparecerá.
Para perder a barriga: pela manhã ao levantar, antes de iniciar a jornada, encoste a barriga na parede da sala ou cozinha, por três vezes e diga: vai embora barriga. 
À noite antes de dormir faça o mesmo. Faça esta simpatia por quinze dias. Não se sabe o porquê, mas funciona. Agora se não der certo com você é melhor um exercício abdominal. 
   
https://www.fundaj.gov.br/re.hpg.com.br/
https://www.aguaforte.com/herbarium
https://www.fundaj.gov.br/
https://www.brasilfolclo

Folha da Manga

 ⇓ Outros vídeos na Versão Mobile encontram-se no final desta página,

melhor visualização em tela inteira (fullscreen).  Para selecionar os vídeos clique em ☰ (playlist) lado superior esquerdo (ou direito) do player.



Alpiste

 Alpiste e a diabetes BR Mobile 

URTIGA

Você queixa-se ao Médico com dores… Depois é submetido a exames, obtêm resultados clínicos por efeito de: artroses, dores reumáticas, etc.

Faz fisioterapia descargas elétricas… Pare e pense nas Urtigas Milagrosas, elas são colhidas no campo; nas hortas.

– Coloque uma porção de ortigas sobre essa sua enfermidade, não seja piegas e suporte esse formigueiro, com sensação de comichão e ardor, que lhe irá provocar um calor profilático e verá que vai ter uma cura milagrosa.

– Esta profilaxia atua sobre artroses – dores lombares – reumatismo, ao ponto de acelerar o fluxo sanguíneo, de vasos sanguíneos entupidos.

O meu ombro direito testemunha esta cura milagrosa e bastaram 4 dias.

https://naturezahumana.nireblog.com/cat/curas-milagrosas

https://medicinaholistica.comunidades.net/banhos-para-varios-fins2

Aipo

Devido às suas propriedades diuréticas e desintoxicantes, o aipo é uma das plantas que pode melhorar as dificuldades causadas pela má circulação.
Seus compostos reduzem a inflamação e aumentam a produção de urina para tornar o sangue mais fluido e saudável.
 
Ingredientes
1 haste de aipo
3 xícaras de água (750 ml)
Preparação
Lave e corte a haste de aipo, adicione-a a uma panela com um litro de água e leve a ferver.
Quando ferver, retire-o do fogo, cubra-o e deixe descansar por 10 minutos à temperatura ambiente.
Modo de consumo
Coma até 3 xícaras de infusão de aipo por dia.
 
https://barrosoambientalista.com/plantas-medicinais/5-plantas-adequadas-para-ma-circulacao-circulacao-sanguinea/
 

 Benefícios do aipo

REPELENTE CASEIRO
 
Esta receita foi passada por pessoas de uma colônia de pescadores de Muriquí RJ que nunca tiveram dengue ou 'afins'. O excelente é que não intoxica e pode ser usado à vontade.
 
- Uma garrafa de álcool
- Meio vidrinho de óleo Johnson, ou óleo para bebê, para não desidratar a pele
- Mais ou menos 30 cravos da  Índia em infusão por uma noite.
 
Torna-se um excelente repelente caseiro!
Os pescadores há muito já conhecem esta mistura, usam sempre em suas noites de pescaria para evitar picadas de insetos.
 
Cultura popular

Fé Biológica

 
#studiomisturafina 
TV NovoTermpo e a Fé biológica Dr. JEA MYUNG YOO - Mobile
>

 

 

Bolas BOADING

 
 
A medicina tradicional chinesa as utiliza como instrumentos que movimentados entre as mãos podem contribuir para a recuperação de contusões, ou ainda para exercitar a força e a agilidade. Neste sentido, seu uso é similar ao das bolas de tênis empregadas atualmente por fisioterapeutas ocidentais em exercícios para as mãos.
 
As bolas Baoding (保定铁球), feitas de ferro, emitem sons harmônicos quando manipulados.São adotadas pela medicina tradicional chinesa como instrumentos terapêuticos.
 
A movimentação mais simples é girar as duas bolas numa mão nos sentidos horário e anti-horário.
O exercício diário promove a saúde das mãos ao ativar os seis meridianos de energia que por elas passam: pulmão, coração, pericárdio, intestino grosso, intestino delgado e triplo aquecedor.
 
Movimentos como estes também podem ser feitos com duas ou mais bolas de cristal, nozes ou limões.

 

Benefícios:
 

 Aumentar a circulação do sangue

 Relaxar articulações

  Músculos se tornarão ágeis e relaxados

 Os ossos são fortalecidos

 Desligam as pessoas das preocupações

 Ativam o sistema

 A mente passará a funcionar melhor (inteligência, memória, etc)

 Previne e trata a Fadiga

 Previne e trata Ansiedade  ( Previne e trata o Stress )

 Prolonga a vida

 

Tratamento para: 
 
 Previne e trata a hipertensão

 Artrite dos dedos e pulsos

 Dormência e tremor das mãos podem ser prevenidos

 Diferentes doenças crônicas 

 Mãos mais fortes e ágeis

Fontes: https://caminhoscomplementares.blogspot.com.br/2011/09/diferentes-doencas-cronicas.html

Teriam sido criadas na dinastia Ming (1368-1644) pelo ferreiro Wang Meng Shen, que por sua realização recebeu a função de artesão imperial.

https://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=IdOCDf6Hx9Q&t=81

Wikipédia

 
#studiomisturafina 
Medicina Tradicional Chinesa Bolas Tai Chi - Mobile