16:13:37

 

Seja sempre bem-vindo (a) e aproveite para visitar nossas outras páginas


Lair Ribeiro e outros Auto-Hemoterapia, Ozônio, Lugol, mais...

Lair Geraldo Theodoro Ribeiro é um médico cardiologista nutrólogo e escritor best-seller brasileiro. 
Nascimento: 6 de julho de 1945, Juiz de Fora, Minas Gerais
Nacionalidade: Brasileiro
Cônjuge: Eliana Ribeiro (desde 1991)
Formação: Pontifícia Universidade Católica (PUC), Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Juiz de Fora (1972)
Filhos: Nurya Ribeiro, Cristine Ribeiro, Cláudia Ribeiro, Frederico Ribeiro, Davy Ribeiro, Talita Ribeiro
 
Formado em Medicina há mais de 45 anos, cardiologista, mestre em cardiologia pela PUC-RIO, nutrólogo pela ABRAN e Associação Médica Brasileira, o Dr. Lair Ribeiro morou durante 17 anos nos Estados Unidos, período em que trabalhou em três universidades americanas: Harvard Medical School, Baylor College of Medicine e Thomas Jefferson University. Nesse período, também exerceu os cargos de diretor-médico na Merck Sharp & Dohme e diretor-executivo, alcançando a vice-presidência, na Ciba Corporation, hoje Novartis.
 
Autor de mais de 100 trabalhos científicos publicados em revistas médicas americanas indexadas, o Dr. Lair Ribeiro também publicou 38 livros, sendo 15 deles best sellers, 26 traduzidos para outros idiomas, hoje disponíveis em mais de 40 países.
 
Por mais de 20 anos, proferiu palestras em diversas cidades brasileiras, vários países da América do Sul, América Central, América do Norte e Europa. Treinou mais de 4.000 médicos brasileiros na área de Adequação Nutricional e Otimização da Homeostase.
 
Atualmente, o Dr. Lair Ribeiro é professor de pós-graduação da Uningá-Centro Universitário Ingá, instituição avaliada pelo MEC, em 2017, como o quarto melhor centro universitário do país, o segundo da região Sul e o melhor do Paraná.
 

Autohemoterapia

Ozonioterapia

OZÔNIO = OZONE   

Ozônio, a Cura pra AIDS, Diabetes, Câncer... Dr. Lair Ribeiro e diversos outros (V. MOBILE)

 

Lugol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Aplicações

Este produto se emprega frequentemente como desinfetante e antisséptico, e para a desinfecção de água em emergências e como conservante, embora nestas aplicações, mais e mais as soluções do tipo lugol de iodo-iodeto em água são abandonadas, por apresentarem baixa quantidade de iodo livre, que é realmente o agente microbicida. Nestas aplicações, são substituídas por tinturas de iodo e soluções de iodopovidona.
 
É utilizado para cobrir deficiências de iodo.
 
Em microbiologia, é empregado na coloração de Gram para reter o colorante cristal violeta. O I2 atravessa a parede celular formada por peptideoglicano das bactérias Gram positivas, chegando até a membrana plasmática da bactéria e formando um complexo insolúvel em solução aquosa com o cristal violeta.
 
Existe nesta aplicação, variação da formulação, chamada de Lugol de Gram.
 
Este reativo reage com alguns polisacarídeos como os amidos, glicogênio e certas dextrinas, formando um complexo de inclusão termolábil que se caracteriza por ser colorido, dando cor diferente segundo as ramificações que apresente a molécula. Com os amidos a coloração típica é o azul escuro e com as dextrinas, o vermelho.
 
Também uma variação da formulação é usada em ginecologia, na prevenção de câncer ginecológico, em colposcopia, chamada lugol forte (Sol. de Schiller), esta apresentando até 5% de iodo e 10% de iodeto de potássio em água destilada, totalizando um conteúdo de 130 g por litro do elemento iodo total.